1. Blogue
  2. Ajuda para o Currículo
  3. Competências essenciais: O que são e como devem constar de um currículo?
Escrito por Susan ShorSusan Shor

Competências essenciais: O que são e como devem constar de um currículo?

13 min. de leitura
Competências essenciais: O que são e como devem constar de um currículo?
Arte por:Pablo Cammello
Qual a diferença entre uma competência de base e uma qualificação? Quais escolher e como apresentar essas capacidades? Respondemos a estas perguntas e outras mais abaixo.

Talvez a tarefa mais difícil na elaboração de um currículo seja decidir exatamente em que é que se destaca. Certamente que as aptidões enumeradas dependem da descrição do cargo, mas no fundo, são as suas competências essenciais que o definem como profissional.

Uma vez que é provável que os recrutadores passem primeiro em revista esta secção de fácil leitura, é imprescindível que selecione as suas competências essenciais com ponderação e intenção. Se eles não encontrarem aqui o que procuram, é pouco provável que continuem a ler.

Poderá optar por listar as suas competências essenciais no seu currículo, mas também é possível surgir a pergunta "Quais as suas competências essenciais?" numa entrevista. Nesse caso, esteja preparado para desenvolver a lista com exemplos da sua vida profissional.

Neste blogue, vamos dar-lhe orientações para aperfeiçoar as suas competências essenciais e proporcionar-lhe as melhores hipóteses de conseguir o emprego que deseja, apresentando exemplos e explorando os seguintes tópicos: 

  • O que são as competências essenciais?
  • Métodos para escolher as competências essenciais para o seu currículo
  • Competências essenciais num currículo
  • As melhores respostas à pergunta: Quais as suas três competências essenciais?

O que são as competências essenciais?

Como qualquer outro tipo de linguagem relacionada com um tópico específico, a linguagem utilizada na procura de emprego pode ser confusa. Qual a diferença entre competências essenciais, aptidões e qualificações? É possível que pense nelas como um conjunto interligado. 

Em termos gerais, as competências essenciais são as características que o definem enquanto trabalhador e que lhe permitem destacar-se da concorrência. As competências essenciais tendem a ser aptidões pessoais ou traços de personalidade que influenciam o seu desempenho profissional. Dão aos potenciais empregadores uma ideia do tipo de pensador, comunicador e líder que é.

Por exemplo, pode ter conhecimentos de Microsoft Office, mas será que isso o define? É provável que não. Poderá até ser uma qualificação para o cargo que procura ou uma competência de nível especializado que tenha adquirido, mas é pouco provável que, quando lhe pedirem para se descrever, responda com "Sou perito em Office!". Pode, no entanto, dizer " Faço uma utilização eficiente do meu tempo, em parte tirando partido de folhas de cálculo e outras ferramentas do Office". Esta é a diferença entre uma aptidão e uma competência de base. A sua competência é a gestão do tempo ou a eficiência e a sua aptidão é a experiência no Microsoft Office.

Quais os tipos de competências essenciais a enumerar num currículo?

Poderá optar por destacar as competências essenciais em vez das aptidões caso tenha a certeza de que os seus pontos fortes residem nessas competências de nível superior, se estiver a candidatar-se a um cargo que as exija ou se pretender simplesmente transmitir uma imagem mais abrangente dos seus sucessos.

Tal como as suas aptidões e qualificações dependem da carreira e da função, o mesmo acontece com as suas competências nucleares. Os atributos que fazem de si um excelente gestor podem não ser tão importantes se estiver a candidatar-se a um cargo como trabalhador independente. Isto significa que deve adaptar a sua lista de competências essenciais sempre que se candidatar a uma função diferente.

É possível que já tenha uma lista de todas as suas competências e aptidões. Se for esse o caso, utilize-a como ponto de partida para fazer um levantamento das suas competências essenciais. Caso contrário, esta é a altura ideal para elaborar esta útil lista.

Assim que tiver uma lista exaustiva de todas as suas competências, poderá começar a organizá-las por categorias.

Traços comportamentais

Os traços comportamentais revelam aos recrutadores como funciona num ambiente de trabalho.  Se procurarem alguém que se adapte à equipa, a enumeração de um ou mais destes atributos vai ajudá-los a perceber o papel que poderá desempenhar.

Eis alguns exemplos de competências essenciais comportamentais:

  • Adaptabilidade
  • Flexibilidade
  • Persistência
  • Pensamento inovador
  • Atenção ao pormenor
  • Calma sob pressão

Forma de pensar

Como aborda os projetos e os problemas? A forma como pensa é uma competência essencial porque engloba várias aptidões, incluindo a capacidade de analisar problemas, de se organizar para encontrar soluções e de comunicar as suas ideias aos outros.

Eis alguns exemplos de competências essenciais em termos de estilo de pensamento:

  • Estratégico: consegue identificar os fatores críticos e as variáveis que influenciam as decisões futuras
  • Tomada de decisões: tem a confiança necessária para fazer escolhas e levá-las até ao fim
  • Analítico: consegue analisar um problema e estudar opções
  • Criatividade: tem ideias originais
  • Foco nos resultados: sabe qual é o objetivo e mantém a concentração para o alcançar
  • Resolução de problemas: vê os problemas e consegue encontrar soluções

Capacidades de liderança

A liderança tem muitos estilos. Mesmo que não se candidate a uma função de gestão, pode querer ou ser-lhe pedido que assuma um papel de liderança numa equipa ou num projeto. Definir as competências essenciais que possui enquanto líder ajuda a complementar a sua imagem enquanto trabalhador.

Eis alguns exemplos de competências essenciais no que respeita ao estilo de liderança:

  • Formação de equipas: sabe como criar uma equipa que trabalha bem em conjunto
  • Influência ou obtenção de apoio e cooperação: tem ideias e sabe como conseguir que a equipa esteja do seu lado
  • Ética: dá o exemplo ao seguir os seus princípios
  • Visão ou pensamento global: sabe recuar e analisar o processo no seu todo, não apenas a sua parte.

Relações interpessoais e comunicação

Poderá ter as melhores ideias de toda a empresa, mas se não tiver aliados ou não conseguir explicá-las eficazmente aos outros, de nada servirá. A forma como se relaciona com os clientes, colegas, subordinados diretos e outras partes interessadas (ou pais, se for um treinador ou professor) pode ser a chave do seu sucesso. 

Mas primeiro, descrever com êxito estas competências essenciais no seu currículo pode ser a chave para conseguir a entrevista.

Eis alguns exemplos de competências essenciais no domínio das relações interpessoais e da comunicação:

  • Resolução de conflitos: é um excelente moderador e sabe como resolver os problemas
  • Persuasão: é um comunicador convincente
  • Redação excelente: as suas mensagens escritas são claras e informativas (ou persuasivas)
  • Escuta atenta: está atento quando os outros falam e contribui para as suas ideias
  • Intercâmbio eficaz de informações: saber receber informações dos outros e dar ideias; o intercâmbio leva a melhores soluções.
Dica profissional

Conhecimentos específicos do setor e certificações

Se a sua carreira requer conhecimentos muito específicos e se possui a especialização, certificações ou qualificações específicas, pode considerá-las também como competências essenciais. Por exemplo, se é engenheiro com certificação Six Sigma ou se é um professor que possui um currículo especializado em literatura, estas são competências essenciais. 

Como decidir quais as competências essenciais a incluir no currículo?

O objetivo aqui é conseguir a entrevista. Elaborou uma lista das suas competências essenciais, que inclui algumas ou todas as competências acima referidas, ou outras que não mencionámos. E agora? 

Volte a analisar o anúncio de emprego. Quais as qualidades que a sua potencial entidade patronal procura e quais as características que considera mais adequadas para a função que pretende? Em seguida, pesquise a empresa, instituição ou estabelecimento visado. Informe-se o mais possível sobre a cultura e a filosofia da empresa. Se valorizarem muito a autonomia de pensamento, concentre-se na sua competência para resolver problemas, mas se derem maior importância ao trabalho em equipa, valorize esse ponto forte. Não exagere nem distorça quem é, ou pode acabar num emprego que não se adequa a si e ao seu empregador, mas dirija o seu currículo, inclusive a secção de competências essenciais, diretamente ao emprego que procura.

Finalmente, pare um pouco e pense na forma como se quer apresentar. As suas competências essenciais devem proporcionar uma visão completa da sua personalidade profissional. Peça a uma pessoa da sua confiança para descrever os seus pontos fortes ou consulte a sua última avaliação de desempenho para obter uma opinião externa.

Um último conselho: Não assoberbe os recrutadores com uma longa lista. Escolha no máximo dez, mas apenas se quiser incluir conhecimentos ou certificações do setor. 

Como enumerar as competências essenciais num currículo?

A secção de competências essenciais pode ocupar o lugar da secção de aptidões, desde que lhe dê um papel de destaque. Uma vez que as suas competências essenciais proporcionam uma visão global da sua capacidade profissional, deve certificar-se de que os recrutadores reparam nelas imediatamente.

Dependendo do número de competências que pretende referir e do esquema que escolher (o Onlinecurriculo disponibiliza dezenas de modelos de currículos concebidos por especialistas, caso o aspeto gráfico não seja o seu forte), poderá até subdividir a sua lista entre as categorias acima referidas para facilitar a leitura.

Fazer uma lista das suas competências essenciais não é suficiente. Os recrutadores vão querer exemplos concretos de como aplicou esses atributos. Recorra aos tópicos criados para a secção do seu histórico profissional para demonstrar de que forma as suas capacidades conduziram a sucessos profissionais. Deverá também abordar um ou dois exemplos no seu resumo. 

Dica profissional

Mantenha a coerência da sua mensagem

As competências essenciais do seu currículo devem orientar a mensagem que transmite não apenas nesta parte da sua candidatura, mas também na sua carta de apresentação.

Causará uma impressão muito melhor aos responsáveis pela contratação se destacar os seus três ou quatro pontos fortes. Mencionar todas as competências, atributos e "coisas boas a ter" da oferta de emprego pode parecer pouco sincero e não dá uma imagem da pessoa que realmente é.

Como responde à pergunta: Quais as suas três competências essenciais?

A sua excelente candidatura conseguiu-lhe a entrevista. Agora, precisa de se preparar para as perguntas da entrevista. A preparação vai ajudá-lo a manter a calma durante a entrevista e também a reduzir as pausas incómodas enquanto pensa numa resposta. Apesar de não haver nada de errado em fazer uma pausa para pensar, um número excessivo de momentos de silêncio pode dar a impressão de que tem falta de confiança. Se não tem confiança nas suas capacidades, porque é que o recrutador teria?

Uma pergunta frequente que lhe pode ser feita é: Quais as suas três competências essenciais? O número pode mudar, mas no fundo, o que o seu interlocutor pretende é saber quais as qualidades gerais que trará para a equipa.

O melhor conselho que podemos dar é que se mantenha coerente. Já decidiu como se vai apresentar e conseguiu uma reunião com o recrutador. Não faz mal dizer algo como: "Tal como mencionei no meu currículo, sou um pensador analítico que sabe comunicar os planos à equipa." De seguida, dê um exemplo de como fez isso mesmo.

Se esta pergunta for feita a meio ou no final da entrevista, já deve ter uma ideia do que o recrutador procura. Pode até ter perguntado sobre a estrutura da empresa ou sobre a função específica. Isso dá-lhe a vantagem de poder adaptar a sua resposta (sem cometer falsidades) ao posto de trabalho. Lembre-se sempre que os recrutadores têm um problema que precisam de resolver. Falta-lhes um membro da equipa, um profissional qualificado ou um novo estagiário que possa resolver o problema.

Conclusões principais

  • As competências essenciais são qualidades que englobam várias aptidões ou conhecimentos.
  • Pense na sua secção de competências essenciais como muito mais do que uma lista de capacidades. Em vez disso, crie uma imagem global de si enquanto profissional.
  • As competências essenciais podem ocupar o lugar da secção de aptidões, mas também pode combinar as duas e utilizar subtítulos se a estrutura e o espaço o permitirem.
  • Utilize o seu currículo como um guia para responder à pergunta da entrevista: Quais são as suas principais competências?
Crie o seu currículo em 15 minutos
Crie o seu currículo em 15 minutos
Use modelos de currículo profissionais e testados, que seguem exatamente as “regras de currículo” dos recrutadores.
Criar o meu currículo
Partilhe este artigo
Continue a ler
Ajuda para o Currículo15 min. de leitura
Mais de 40 hobbies e interesses para o seu currículo, que vão impressionar qualquer entrevistador
Mais de 40 hobbies e interesses para o seu currículo, que vão impressionar qualquer entrevistador
19 min. de leitura
Competências pessoais para currículos
Competências pessoais para currículos
Ajuda para o Currículo16 min. de leitura
Otimização do currículo para os ATS: Como elaborar um currículo à prova de ATS
Otimização do currículo para os ATS: Como elaborar um currículo à prova de ATS
Ajuda para o Currículo12 min. de leitura
Como se deve apresentar (com exemplos)
Como se deve apresentar (com exemplos)
Pesquisar Todos
Este website usa cookies para melhorar a experiência do utilizador e para efeitos de analítica e de marketing. Ao utilizar o nosso website, autoriza todos os cookies em conformidade com a nossa Política de Cookies e Política de privacidade.
Aceitar Cookies