1. Blogue
  2. Competências pessoais para currículos
Escrito por Anna MuckermanAnna Muckerman

Competências pessoais para currículos

19 min. de leitura
Competências pessoais para currículos
As competências pessoais são algumas das qualidades mais importantes que o podem distinguir quando for altura de conquistar o seu próximo emprego. Incluir estas capacidades intrínsecas no seu currículo ajuda a mostrar que entende a cultura da empresa e que pode ser uma excelente opção desde o primeiro dia.

A ideia de que as competências pessoais não devem ser incluídas no seu currículo é um mito. Embora possa ser um desperdício de espaço incluir uma longa lista na secção de competências, a sua experiência profissional e as secções de resumo devem evidenciar uma riqueza de competências comportamentais. Como lida com as outras pessoas? Todos fazemos as coisas de forma diferente. São essas as competências pessoais que o seu futuro empregador gostaria de conhecer.

Mas o que são exatamente as competências pessoais e como pode incorporá-las no seu currículo? Nesta publicação vamos abordar tudo o que precisa de saber!

As competências transversais/pessoais não são adquiridas mediante educação ou formação; a história da sua carreira deve mostrar uma progressão crescente de conhecimentos. Que competências pessoais são mais importantes para o seu currículo?

Perspetiva estatística

Estudos recentes demonstraram a importância das competências pessoais no mercado de trabalho atual. De acordo com o relatório Tendências Globais de Talentos 2019 do LinkedIn, 92% dos recrutadores concordam que fortes competências pessoais são cada vez mais importantes. Um estudo relatado pela SHRM, uma associação de profissionais de RH, constatou que quase metade dos executivos achava que a falta de competências pessoais era a maior lacuna de proficiência na força de trabalho dos EUA.

O que são competências pessoais?

As competências pessoais são características pessoais que afetam o seu comportamento e desempenho no local de trabalho. Os exemplos mais comuns de competências pessoais no currículo são a capacidade de comunicação, a gestão do tempo, a atenção aos pormenores, a liderança e a ética de trabalho. 

As competências pessoais são geralmente qualidades que os candidatos já possuem, por oposição às que são aprendidas no trabalho. Os empregadores prestam especial atenção às competências pessoais, uma vez que estas podem fazer toda a diferença quando dois candidatos têm habilitações académicas ou níveis de experiência semelhantes. Embora as competências pessoais apenas possam ser devidamente avaliadas durante uma entrevista, o seu futuro chefe precisa de verificar que compreende quais as competências importantes para o sucesso na função.

Dica profissional

Competências profissionais vs. competências pessoais: qual a diferença?

As competências pessoais são frequentemente vistas como o oposto das competências profissionais. Enquanto que as competências pessoais dizem respeito à sua capacidade de interagir com os outros e de gerir a sua carga de trabalho, as competências profissionais são muito mais técnicas. Programas de software, ferramentas e processos específicos de uma indústria são todos abrangidos pela categoria das competências profissionais. Se precisar de formação especializada ou de um objeto físico para o fazer, é quase de certeza uma competência profissional.

Competências profissionais  Competências pessoais
Requerem conhecimentos especializados Qualidades que sempre teve ou que desenvolveu com a experiência social
Podem levar anos de prática ou de formação para dominar Difíceis de ensinar a pessoas que ainda não as possuem
Muitas vezes envolvem um objeto físico ou software de computador Frequentemente, é a “parte dos pontos fortes” da sua resposta à pergunta “Quais os meus pontos fortes e fracos?”

Nos setores técnicos, as competências pessoais não substituem a necessidade de competências profissionais. Por exemplo, um designer gráfico que não domine o Photoshop provavelmente não será contratado apenas pela sua atitude positiva. No entanto, face a vários candidatos com as mesmas capacidades técnicas, as competências pessoais certas num currículo podem rapidamente colocar um candidato no topo da lista.

Com a tecnologia a tomar conta das atividades mais mundanas, as competências pessoais num currículo tornaram-se mais importantes do que nunca. Muito poucas pessoas se sentam numa sala sozinhas, sem qualquer contacto com os outros, para conseguir fazer as coisas.

Alguns exemplos de competências pessoais podem incluir:

  • Liderança
  • Gestão de equipas
  • Inteligência emocional
  • Empatia
  • Relação com o paciente (para profissionais de saúde)
  • Construir relações com os clientes
  • Comunicação oportuna
  • Dedicação
Dica profissional

Como se enumeram as competências pessoais num currículo? Para começar, simplesmente não as enumere. Pelo menos, não como na lista anterior. Deve integrar as suas competências pessoais no texto do seu currículo, no seu resumo, na secção do seu histórico profissional e deixar apenas algumas das mais exclusivas para a secção das competências. Os empregadores perceberão as competências pessoais que foram necessárias para alcançar um determinado objetivo. A sua enumeração em lista não lhes fornece qualquer tipo de contexto.

Que competências pessoais devo incluir no meu currículo?

As duas regras mais importantes para a inclusão de competências pessoais no seu currículo são: precisão e relevância. Isso significa que as competências pessoais que descreve deverão refletir a sua experiência profissional e/ou realizações, bem como ser relevantes para o emprego que pretende.

As competências pessoais no seu currículo dependem em grande parte de dois elementos: as suas verdadeiras qualidades e a descrição do emprego. Claro que pode pesquisar no Google listas das principais competências pessoais para currículos, mas se não corresponderem à sua experiência ou se não forem o que a empresa valoriza, podem não o favorecer.

As suas qualidades: Comece por criar uma lista geral de todas as competências pessoais que possui e que se sentiria à vontade para demonstrar no seu próximo cargo. Acima de tudo, as suas competências pessoais devem ser precisas, com exemplos que as sustentem. Tem de ser capaz de impressionar com as suas histórias durante uma entrevista, pois pode ter a certeza de que o empregador lhe perguntará sobre elas. As competências pessoais são difíceis de descrever, pelo que deve apresentar apenas os seus exemplos mais fortes.

A descrição do emprego: Assim que estiver à vontade com as suas próprias capacidades, dê mais uma vista de olhos à descrição do cargo para saber o que o seu potencial empregador mais valoriza. Procure semelhanças entre a sua própria lista e as competências mencionadas na descrição do emprego. Faça uma pesquisa sobre a empresa para obter mais informações sobre a cultura do local de trabalho. Considere a indústria como um todo e saiba onde se encaixa o seu empregador. Estas informações ajudá-lo-ão a reduzir a sua lista para as 5 principais competências pessoais que deve incluir no seu currículo.

Onde devem ser incluídas as competências pessoais num currículo?

O seu primeiro instinto pode ser saltar diretamente para a secção de competências, mas as competências pessoais para o seu currículo terão, na verdade, de ser colocadas em todo o documento, integradas de diversas formas em quase todas as secções. Isto inclui colocar as suas competências no Resumo, Histórico Profissional e (obviamente) na sua lista de Competências. 

No entanto, certifique-se de que não exagera, uma vez que as suas realizações devem estar sempre em primeiro lugar.

Veja aqui como incluir as competências pessoais em três secções diferentes do currículo:

Resumo

Na secção de resumo, as suas competências pessoais assumirão provavelmente a forma de adjetivos pessoais. Uma vez que o resumo tem como objetivo captar a atenção do recrutador, certifique-se de que inclui apenas as mais relevantes, aquelas que sabe que a empresa procura.

Exemplo de competências para o resumo do currículo: “Assistente pessoal altamente organizada e extrovertida, com mais de 7 anos de experiência no acompanhamento de alguns dos maiores nomes da televisão.”

Histórico Profissional

O elemento mais importante da secção do histórico profissional é que lhe dá espaço para fundamentar as suas competências pessoais com números e pormenores. Qualquer pessoa pode dizer que tem excelentes capacidades de comunicação, mas como pode prová-lo? A secção do seu histórico profissional é o local ideal para mostrar ao recrutador que as suas competências pessoais representam ganhos para a empresa.

Exemplo de competências para o histórico profissional: “Comunicava regularmente com mais de 30 pacientes por dia num consultório privado movimentado, assegurando o seguimento e a transmissão dos resultados dos exames de forma precisa e atempada.

Secção de competências

Embora a secção de competências se preste bem a competências mais técnicas, seria um erro omitir totalmente as competências pessoais. A secção de competências é um excelente local para incluir as competências pessoais mais específicas do currículo que não conseguiu desenvolver na secção do histórico profissional, como por exemplo falar em público, negociar ou ser mentor. Estas capacidades podem ser consideradas por si só, enquanto que ideias como a criatividade ou a comunicação beneficiam frequentemente de alguma explicação.

Exemplo de lista de competências pessoais: narrativa, vontade de aprender, elaboração de propostas, resolução de litígios, gestão de equipas, tomada de decisões.

Dica profissional

Qual é a competência pessoal mais importante? Para mim, a comunicação tem de estar no topo de qualquer lista de competências pessoais. Muito poucas pessoas trabalham sozinhas, de modo que, para conseguirem fazer alguma coisa, têm de trabalhar em estreita colaboração e de forma eficaz com os outros. Uma boa comunicação significa tarefas mais claras, menos mal-entendidos e maior motivação.

As 7 principais competências pessoais para currículos (com exemplos)

Ainda não sabe quais as melhores competências pessoais para o seu currículo? Eis uma lista dos 7 melhores exemplos de competências pessoais para currículos, que poderá modificar de acordo com as suas necessidades e experiência: colaboração, adaptabilidade, desenvoltura, atitude positiva, ética de trabalho, vontade de aprender, pensamento crítico.

Vamos analisá-las em pormenor e fornecer-lhe algumas competências pessoais relacionadas com cada uma delas.

1. Colaboração

Colaboração é um termo genial, que engloba várias capacidades relacionadas com o trabalho com os outros. Esta competência implica que ouça ativamente os seus colegas de equipa e trabalhe com eles para um objetivo comum. Significa também que, por vezes, pode assumir a liderança, mas também sabe como seguir instruções quando isso é necessário. Eis algumas outras competências pessoais relacionadas com a colaboração:

  • Trabalho em equipa
  • Liderança
  • Empatia
  • Resolução de conflitos
  • Falar em público
  • Tolerância
  • Comunicação
Exemplo

“Cooperei com uma equipa de projeto de cinco grupos funcionais, com o objetivo de cumprir um plano crítico de 18 meses. Terminámos 3 meses antes do prazo e superámos os nossos objetivos de vendas para o primeiro trimestre em 43%.”

Copiado!

2. Adaptabilidade

Se 2020 e 2021 nos ensinaram alguma coisa, é que uma situação pode mudar de um momento para o outro. Saber como se adaptar e ser flexível quando surgem novos desafios é uma das características mais importantes procuradas pelos empregadores. Isto aplica-se ainda mais quando se trata de se candidatar a empregos iniciantes na área dos serviços, como por exemplo, empregado de balcão ou vendedor, em que os horários podem mudar semanalmente. Aqui está uma lista de competências pessoais relacionadas com a adaptabilidade:

  • Flexibilidade
  • Seguir instruções
  • Melhoria com base no feedback
  • Gestão do stress
  • Capacidade de adaptação a um trabalho autónomo
Exemplo

“A natureza da minha função mudou em 80% após a fusão. Trabalhava com diversas pessoas em projetos completamente diferentes, mas gostei imenso de aprender um novo conjunto de competências e fui promovido no espaço de um ano.”

Copiado!

3. Desenvoltura

Ligada à adaptabilidade, a desenvoltura é a sua capacidade de tirar o máximo partido do que tem e de encontrar soluções criativas quando surgem novos problemas. Muitas empresas inovadoras procuram candidatos que não sejam meras máquinas de fazer, mas que consigam apresentar novas abordagens a situações difíceis. Eis alguns exemplos de competências transversais relacionadas com a desenvoltura:

  • Trabalho sob pressão
  • Pensamento criativo
  • Capacidade de resolução de conflitos
  • Resolução de problemas
  • Soluções inovadoras
  • Organização
Exemplo

"Criei um novo sistema de integração do pessoal do centro de atendimento, que resultou em menos 30% de erros no primeiro mês e melhorou a retenção de funcionários em 25% ao fim de um ano."

Copiado!

4. Atitude positiva

Trata-se de uma competência tão antiga como o tempo, mas ter uma atitude positiva continua a revelar-se muito importante. Mostrar as formas como é agradável trabalhar consigo pode ajudar muito a criar uma excelente primeira impressão de si próprio. Aqui fica uma lista de competências pessoais relacionadas com a atitude positiva:

  • Carismático
  • Extrovertido
  • Amistoso
  • Acolhedor
  • Paciente
  • Motivador
Exemplo

"Acredito que todos os problemas devem ser enfrentados com uma atitude positiva; a escrita de código valioso para um serviço FinTech não se consegue com uma atitude negativa do tipo “não é possível fazer isto”.

Copiado!

5. Ética de trabalho

Em determinados setores, a capacidade de chegar cedo e ficar até tarde é praticamente um requisito. A ética profissional tem a ver com o seu empenho no trabalho e com o esforço que faz para que a empresa obtenha resultados. Se precisa de provar o seu empenho, os exemplos de competências pessoais relacionadas com a ética profissional podem ser a sua melhor aposta:

  • Motivado
  • Resistência física ou mental
  • Desempenho eficaz num ambiente com prazos
  • Ética de trabalho positiva
  • Determinado
  • Focado
  • Concentrado
Exemplo

"Trabalhei até às 10 da noite durante uma semana para garantir que o lançamento do software decorria sem problemas, estando contactável 24 horas por dia, 7 dias por semana, para os utilizadores globais durante o período de formação. Conseguimos uma cobertura de 96% em quatro semanas."

Copiado!

6. Vontade de aprender

Para estudantes, estagiários e candidatos principiantes, o desejo de aprender coisas novas é uma das competências pessoais mais importantes a transmitir no seu currículo. É provável que tenha de enfrentar outros candidatos com a mesma formação académica ou as mesmas competências, pelo que é fundamental poder provar o seu empenho em crescer na área. Eis uma lista de competências pessoais relacionadas com a vontade de aprender:

  • Ouvinte ativo
  • Capacidade de seguir instruções
  • Capacidade de aceitar feedback
  • Autoconsciência
  • Profissionalismo
  • Disponibilidade para experimentar coisas novas
Exemplo

“Nunca tinha ministrado uma sessão de desenvolvimento pessoal antes, muito menos escrito materiais de formação, por isso trabalhei em estreita colaboração com a equipa de Investigação e Desenvolvimento para aperfeiçoar as minhas competências e garantir que o conteúdo era adequado ao objetivo.”

Copiado!

7. Pensamento crítico

A concorrência é feroz, pelo que as empresas procuram candidatos com ideias brilhantes sobre como fazer as coisas de uma forma melhor e diferente. Se a sua entidade patronal valoriza uma abordagem inteligente, as competências pessoais relacionadas com o pensamento crítico são uma obrigação. Veja estes exemplos de competências pessoais para o currículo:

  • Eficiência
  • Planeamento estratégico
  • Capacidade artística
  • Planeamento
  • Negociação
  • Observação crítica
  • Gestão do fluxo de trabalho
  • Auto-orientação
  • Implementação da mudança
Exemplo

“Criei um processo de encomendas totalmente diferente, que permitiu a supervisão por parte de intervenientes internos e externos e reduziu as discrepâncias nas encomendas em 32%, poupando 130 mil euros no processo.”

Copiado!
Dica profissional

É possível incluir competências pessoais num currículo? Sim, depois de ter lido esta publicação, talvez não acredite que alguém possa pensar isto, mas há uma corrente de pensamento que diz que um currículo deve ser um documento factual e técnico, desprovido de elementos comportamentais. Isso é um perfeito disparate. O nosso comportamento no trabalho tem um impacto direto na nossa produtividade, pelo que as competências transversais/pessoais são parte integrante de qualquer currículo fantástico. O seu currículo é suficientemente flexível?

Conclusões Principais

Ter as competências técnicas para realizar um trabalho não significa nada, se não tiver as competências “humanas” mais suaves. As competências pessoais não são algo que possa aprender numa sala de aula: requerem prática, observação e aperfeiçoamento (por norma, ao longo de vários anos), até que possa ter a certeza de que o seu impacto nos outros é tão bom quanto possível.

Transmitir as suas competências pessoais no seu currículo é uma forma fundamental de despertar o interesse de um recrutador para uma conversa mais profunda numa entrevista. As suas competências técnicas são fáceis de compreender (e muitas vezes ao mesmo nível de muitos outros candidatos), pelo que são as suas competências pessoais que o vão ajudar a destacar-se.

  • Leia a descrição do cargo e verifique quais as competências pessoais que o ajudarão na função.
  • Descreva as suas realizações, para que as suas competências pessoais se destaquem.
  • Destaque as competências em que os outros terão dificuldade em igualar a sua proficiência.
  • Certifique-se de que tem algumas histórias convincentes para a entrevista.

Siga os conselhos desta publicação e verá que os convites para a entrevista vão chegar.

Crie o seu currículo em 15 minutos
Crie o seu currículo em 15 minutos
Use modelos de currículo profissionais e testados, que seguem exatamente as “regras de currículo” dos recrutadores.
Criar o meu currículo
Partilhe este artigo
Continue a ler
Carreira11 min. de leitura
Como escrever uma carta de demissão (com exemplos e modelos)
Como escrever uma carta de demissão (com exemplos e modelos)
Carreira14 min. de leitura
Por que razão quer trabalhar aqui? Respostas boas e más a esta difícil pergunta de entrevista
Por que razão quer trabalhar aqui? Respostas boas e más a esta difícil pergunta de entrevista
Ajuda para o Currículo16 min. de leitura
Otimização do currículo para os ATS: Como elaborar um currículo à prova de ATS
Otimização do currículo para os ATS: Como elaborar um currículo à prova de ATS
Ajuda para o Currículo13 min. de leitura
Modelos de currículo do Google Docs
Modelos de currículo do Google Docs
Pesquisar Todos
Este website usa cookies para melhorar a experiência do utilizador e para efeitos de analítica e de marketing. Ao utilizar o nosso website, autoriza todos os cookies em conformidade com a nossa Política de Cookies e Política de privacidade.
Aceitar Cookies